HOT NEWS

Genesis VII: A Renovação do Tibia



 Você sabia que o mundo do Tibia possui uma história de criação? E que todos os textos dessa história estão disponíveis no site oficial em inglês? Porém o Tibia Life chegou para fazer a diferença e iremos trazer todos esses textos traduzidos especialmente pra vocês, nosso leitores. Acompanhe as nossas traduções que sairão todas as quintas e conheça mais sobre a criação do universo tibiano!

Para acompanhar todas as traduções disponíveis no Tibia Life:

Finalmente, Banor se voltou novamente aos deuses para que eles o ajudassem, e eles responderam às suas preces. Novamente, foi o sempre preparado Uman que encontrou uma solução, que só foi possível porque ele fez uma descoberta surpreendente: ele havia descoberto que, além das estruturas da existência, havia outras dimensões, planos tão distantes em que até os deuses anciões não tinham poder. Entretanto, Uman descobriu uma maneira de estabelecer uma conexão com esses planos alternativos e, depois de muitas tentativas, ele descobriu que era possível conjurar almas de criaturas vivas desses planos. Quando trazidas para o Tibia, essas almas poderiam adquirir a forma humana, formando os campeões que a raça humana desesperadamente precisava. Essa, então, foi a resposta para os problemas dos humanos, e foi imediatamente colocada em prática. Os deuses espalharam diversos portais mágicos pelo Tibia, portais que logo ficaram conhecidos como Portais das Almas. Através desses portais, um fluxo constante de herois chegou ao mundo, guerreiros humanos que eram habilidosos e corajosos e, com a ajuda desses campeões, as hordas abomináveis foram lentamente forçadas a recuar. Finalmente, parecia que a ordem seria restaurada.


As coisas pareciam estar melhores para a raça humana do que foram por um longo tempo. As forças aliadas de humanos e herois avançaram cada vez mais no território inimigo, e as hordas sombrias pareciam que estavam à margem de uma completa derrota. Entretanto, aqueles que acreditavam que as raças antigas seriam eliminadas das terras do Tibia para sempre foram um pouco precepitados, porque algo inesperado aconteceu. Confrontados com o poder aparentemente esmagador dos humanos, as raças antigas fizeram o que, por séculos, parecia impensável: concodaram com uma trégua. Dragões, orcs, mortos-vivos e todas as outras raças que lutaram entre si por tanto tempo pararam de atacar umas às outras de repente e focaram as suas forças na guerra contra os humanos. E então as coisas pioraram novamente. Mesmo que seus inimigos não confiassem o suficiente uns nos outros para formar alguma aliança realmente importante, o simples fato de terem parado de lutar entre si colocou os humanos em uma posição bem precária. Os seus avanços logo foram interrompidos e eles foram forçados a adotar uma posição defensiva.

Os exércitos humanos decidiram se retirar para dentro das cidades fortificadas para continuar a guerra de lá, mas, novamente, eles fizeram uma descoberta surpreendente. Dessa vez, pela primeira vez na História, os inimigos dos humanos não correram atrás deles para retomar a luta. Muitos ficaram perplexos com isso, porque inicialmente não era aparente o motivo das hordas agirem desse jeito. Uma teoria comum era que as tensões e a desconfiança entre as raças antigas eram grandes demais para que elas juntassem suas forças em uma campanha sustentável, e alguns até disseram que elas começaram a lutar entre si novamente. Alguns sugeriram que as raças antigas estavam exaustas após tantas guerras, enquanto outros sugeriram que, talvez, um equilíbrio havia sido alcançado, um estado em que todos acreditavam que seria possível viver. Qualquer que tenha sido a causa, um período de paz inquieta mas fundamentalmente estável se estabeleceu e permanece até hoje. Pela primeira vez, o conturbado mundo teve um alívio da incessante carnificina que o atormentava por eras.

Os humanos aproveitaram bem essa oportunidade. Através da sábia liderança dos reis de Thais, que são descendentes diretos de Banor, a raça está vivendo uma era de ouro. As artes e as ciências se desenvolveram, e muitas cidades prósperas foram fundadas. É claro, a expansão dos humanos encontrou muita resistência e, de fato, os intrépidos herois que ainda chegam nesse mundo através dos misteriosos Portais das Almas estão sempre ocupados lutando contra a constante ameaça oferecida pelos diversos tipos de criaturas hostis. Mas, até agora, a paz continua e, sob essa proteção, a raça humana finalmente se assentou como a espécie dominante do Tibia. Entretanto, existem sinais inquietantes de que essa gloriosa era possa estar chegando ao seu fim lentamente. Porque os antigos inimigos nunca foram derrotados, e agora parece que eles estão se agitando cada vez mais. Os ferozes orcs estão marchando novamente, atacando assentamentos humanos e, às vezes, até grandes cidades, em ataques cruéis e bem coordenados. Os mortos-vivos voltaram a andar sobre as terras, levando o medo ao coração dos vivos. Existem até relatos desconcertantes de que os temíveis dragões, que permaneceram adormecidos por séculos, estão deixando seus lares escondidos para caçar. E o pior de tudo: os humanos, essa curiosa raça, começaram a brigar entre si e mais de uma vez essa tensão levou a conflitos armados. Com o passar do tempo, alguns humanos até renunciaram aos reis de Thais e fundaram suas próprias cidades e impérios.

Pode ser que essa seja outra das manobras maléficas de Zathroth. É de conhecimento geral que seus lacaios mais diabólicos, os demônios, estão à espreita nas sombras, esperando pela sua vez. Quem sabe, talvez o Tibia esteja à beira de outra guerra cataclísmica, e um novo crepúsculo cairá sobre o mundo. Apenas o destino conhece o que o futuro tem guardado para o Tibia. Vamos todos torcer e rezar para que a união dos humanos não seja quebrada bem quando precisamos mais dela.


O Gênesis acaba por aqui galerinha, mas em breve o Tibia Life
trará mais novidades pra vocês! 
Mas e ai, gostaram da história do nosso amado jogo?! 
Não deixe de comentar abaixo!

No comments