HOT NEWS

Gênesis VI: A Criação dos Humanos



Você sabia que o mundo do Tibia possui uma história de criação? E que todos os textos dessa história estão disponíveis no site oficial em inglês? Porém o Tibia Life chegou para fazer a diferença e iremos trazer todos esses textos traduzidos especialmente pra vocês, nosso leitores. Acompanhe as nossas traduções que sairão todas as quintas e conheça mais sobre a criação do universo tibiano!

Para acompanhar todas as traduções já disponíveis:




 Eis que então os deuses criaram Banor, o Guerreiro Divino. Ele era o primeiro humano e, apesar de seus criadores terem lhe concedido poderes que nenhum outro membro de sua raça seria jamais capaz de almejar, ele demostrava muitas características que provavam claramente o quão humano ele era. Até hoje ele é especialmente reverenciado como um ideal de cavalheirismo e bravura por aqueles que se dedicam à arte do combate corpo-a-corpo, pois ele era justo e corajoso na batalha, e sua destreza com a lâmina é lendária até hoje. A lenda diz que os deuses também planejaram criar um irmão gêmeo para Banor e que este gêmeo possuiria incríveis poderes mágicos. No entanto, dizem que Zathroth roubou este protótipo para criar a partir dele o primeiro senhor dos demônios. Seja qual for a verdade, o fato de os humanos terem entrado no mundo de Tibia não podia mais ser negado. Apesar de suas muitas fraquezas, eles eram uma raça inteligente e corajosa e se adaptavam surpreendentemente bem ao mundo sombrio em que os deuses os haviam lançado. Eles assumiram a luta contra os mortos-vivos e as várias outras criaturas desprezíveis que vagavam pelas terras, e logo as hordas perceberam que um inimigo novo e poderoso havia surgido.


 Muitas batalhas cruéis e sangrentas foram travadas, mas Banor, o bravo e astuto líder, guiou seu povo de vitória em vitória. Ainda assim, esses triunfos eram frequentemente pagos com pesados sacrifícios e o grande número de inimigos que os humanos tinham pela frente era esmagador. Os deuses fizeram o que podiam para ajudar a nova raça que os representava em suas dificuldades. Uman apresentou à raça as artes arcanas da magia e muitos humanos seguiram a vocação para se tornar um poderoso sorcerer. Outros foram instruídos por Crunor, o Senhor das Árvores, para aprender os segredos da vida e eles se tornaram druids e aprenderam como curar os seus irmãos feridos na guerra contra o inimigo implacável. De todos os humanos, foram eles que aprenderam mais sobre os segredos da vida e, na verdade alguns deles auxiliaram Crunor na criação de muitas criaturas que povoam o Tibia hoje. Mas muitas de suas criações foram logo dizimadas no curso da cruel luta. E a guerra continuou e continuou.

 Banor tinha estabelecido uma forte posição no continente e consolidou seu governo fundando uma dinastia. Ele se casou com Kirana, a mais nobre das mulheres, e ela deu a ele Elane, que conseguiu dominar as artes da luta à distância e a arte arcana da magia, tornando-se assim a primeira dos nobres paladins. Até hoje a posição de líder de todos os paladins deve ser ocupada por uma mulher e aquelas que o fazem, invariavelmente adotam o honorário nome de Elane. Mais tarde, Elane lutou lado a lado com seu pai, porque Banor, que, na verdade, era um semideus, viveu por muitos séculos. Mas nem isso ajudou a virar o jogo. Os guerreiros humanos triunfavam sempre que Banor os liderava, mas o poderoso campeão humano não podia estar em todos os lugares, e os exércitos humanos que batalhavam sem ele eram vencidos pelas hordas das trevas com demasiada frequência.

No comments