Artigo do Mês - Acredite em Si Mesmo!

Snoopy estava evitando a Academia de Magia de Edron depois de sua experiência espiritual com Spectulus. Ele havia lhe oferecido um trabalho, no entanto, ela recusou, o que a fazia se sentir culpada e preocupada por ele, talvez, não gostar mais dela. Depois de um tempo, porém, ela começou a sentir sua falta. Então, um dia, ela decidiu visitá-lo novamente. Ela ficou aliviada ao notar que Spectulus parecia estar feliz em vê-la. Ele até pediu sua ajuda em um assunto delicado...

Ele contou a ela sobre seu ex-ajudante Jack. Spectulus explicou que ele e Jack estavam trabalhando em um dispositivo para transportar alguém para um ponto específico no tempo. A máquina parecia funcionar quando Jack a experimentou. Ele já havia desaparecido no ar, quando Spectulus percebeu que havia esquecido de adicionar um painel de controle ao dispositivo para que Jack pudesse voltar. Depois de alguma pesquisa, Spectulus ficou convencido de que Jack não viajara para o futuro como planejaram, mas sim para outra dimensão. Isso o levou a uma ideia de como ajudar Jack a voltar e era com isso que ele esperava que Snoopy o ajudasse.

Enquanto ouvia a história, Snoopy tinha muitas dúvidas se isso poderia ser verdade. No entanto, para mostrar sua gratidão por Spectulus tê-la recebido de volta de braços abertos e também porque ela sentia que isso significava muito para seu amigo, ela queria ajudar. E ela não podia negar que estava realmente curiosa sobre essa teoria da dimensão paralela. Isso soou muito intrigante.

Spectulus explicou: "Estamos atualmente em um ponto específico no fluxo do tempo. Vamos chamá-lo de ponto ZERO às 12:00 horas. Conforme o tempo flui, eu posso deixar meu lápis cair no chão - assim, o fluxo de tempo e os eventos presos a ele foram na direção UM, que leva às 12:01 com um lápis caído. Agora, vamos voltar ao ponto ZERO. Eu também poderia ter colocado o lápis de volta no meu bolso - o fluxo de tempo e sua corrente de eventos teriam tomado uma direção 'diferente', direção DOIS - o que leva às 12:01, onde eu nunca deixei cair o lápis. Agora, imagine que 'ambas' as direções realmente existem - mas que você só está consciente de uma cadeia de eventos que aconteceram, a que eu deixei cair o lápis. E esta é a 'sua' dimensão, aquela a que você está ligado. Uma dimensão 'paralela' seria onde ocorrem os eventos na direção DOIS, na qual o lápis foi colocado no meu bolso. Agora, imagine que há uma quantidade infinita de pontos ZERO, talvez às 12:00 e um segundo, ou às 12:00 horas e dois segundos - cada um a partir do qual o tempo pode tomar qualquer possível e provavelmente impossível direção. E seja qual for a direção que uma cadeia de eventos tome, sempre haverá uma quantidade infinita de pontos no tempo a partir dos quais novos eventos podem tomar direções completamente diferentes, criando dimensões do tempo completamente diferentes".


Snoopy parecia perplexa. Isso era difícil de imaginar. Mesmo assim, ela decidiu confiar em Spectulus apesar de suas dúvidas. Toda vez que ele falava de Jack, ela pensava sobre o quão mal seu amigo devia se sentir por ter enviado seu ajudante para essa outra dimensão, arruinando sua vida.  Ela até se sentiu um pouco honrada por Spectulus confiar nela com essa história pessoal de fracasso. Ela jurou fazer o melhor possível para ajudar a trazer Jack de volta.

Spectulus continuou a explicar que a dobra de tempo que eles causaram durante o experimento afetou a estabilidade dimensional de Jack, o que o empurrou para uma dimensão diferente. Spectulus estava certo de que seria possível desfazer isso e trazer Jack de volta ao seu antigo eu. Primeiro, no entanto, eles precisariam descobrir quem Jack havia se tornado devido à estabilidade dimensional diferente. Através de suas observações, Spectulus encontrou uma pessoa chamada Jack, que poderia ser seu ex-ajudante, e sugeriu que Snoopy falasse com ele. O Jack que ele tinha em mente morava em Stonehome assim como Snoopy e Spectulus esperava que isso tornasse a conversa mais fácil.

Então, Snoopy deixou as Ivory Towers, em Edron, para ter essa conversa por Spectulus. Por todo o caminho até lá, ela estava se perguntando, no entanto, como seria possível que Jack tivesse vivido em Stonehome todo esse tempo, mas em uma dimensão diferente dela. Ela não foi capaz de seguir a linha de argumentação de Spectulus. Quando chegou à casa dele, Jack estava resmungando sobre limpeza, como de costume. Snoopy pensou que talvez a obsessão de seu vizinho com a limpeza de sua casa pudesse ser um sinal de que algo estava errado com ele. Isso sempre pareceu um pouco estranho para ela. Ela o interrompeu com uma saudação amigável. Jack, no entanto, não estava com vontade de falar. Confrontado com a história de Spectulus, ele rapidamente pediu a Snoopy para sair. Decepcionada, ela voltou para a Academia.

Spectulus teve uma ideia. Ele pensou que um estímulo poderia fazer Jack se lembrar de seu antigo eu: "A primeira coisa deveria ser mudar seu ambiente para ser mais... familiar. Assim que ele tiver as coisas que costumava ter ao seu redor, suas memórias voltarão." Ele pensou longa e duramente... "Eu sei que ele costumava ter uma cadeira almofadada vermelha muito confortável e um globo velho que ficava perto do meio da sala. Ele também usava um pequeno telescópio e tinha aquela ânfora extremamente grande em um canto. E... havia mais uma coisa... um cavalo de balanço. Ele adorava aquilo!" Spectulus enviou Snoopy para mobiliar a casa de Jack com essas coisas. Ambos tinham grandes esperanças de que isso funcionaria e ajudaria Jack a se lembrar...

Jack: "O que você fez? O que todos esses móveis estão fazendo aqui? Eles são feios na melhor das hipósteses e... Ei! Pare! Deixe o papel de parede como está! Chega, chega! Só me diga, por que está fazendo isso? Quem está por trás disso?

Para a surpresa de Snoopy, Jack realmente deixou que ela colocasse todas aquelas coisas em sua casa. Evidentemente, sob algum protesto, mas ela conseguiria terminar o trabalho. Quando ela disse a ele, porém, que isso tinha sido ideia de Spectulus, ele disse: "Então, se ele acha que sou alguém que ele conhecia e que agora está 'perdido' e precisa voltar ou o que for - diga a ele que está ERRADO. Eu sempre vivi aqui com minha mãe e minha irmã. Estou feliz aqui e certamente não quero ir para essa sua Academia".

Mais uma vez desapontada, ela contou a Spectulus sobre a reação de Jack, esperando que seu amigo estivesse desesperado agora também. Entretanto, não foi o caso. Spectulus ficou surpreso ao saber que Jack estava morando com sua mãe e irmã. Este novo fato levou-o novamente a uma ideia. Ele pediu a Snoopy para contar à família de Jack sobre a vida dele em outra dimensão. Ela fez como lhe foi dito. No entanto, ela não se sentiu bem com isso. Ela sentiu como se tivesse ultrapassado alguns limites e, mais uma vez, tinha dúvidas sobre toda essa missão. Por outro lado, ela queria que Jack voltasse para sua antiga vida - e ela queria ajudar Spectulus. Ela confiava nele. Ele era esperto, ele era um cientista. Quem era ela para duvidar de suas palavras? Tudo ficaria bem... Eles teriam sucesso.

Spectulus também estava certo de que eles teriam sucesso. Ele explicou que Jack teria que ser convencido agora que qualquer coisa que ele estivesse fazendo hoje não corresponderia ao seu verdadeiro eu. Quando ele perguntou se Snoopy talvez tivesse captado algo em particular que ligaria Jack ao espaço em que ele estava, ela lembrou que sua irmã havia mencionado uma escultura misteriosa na qual ela tinha visto Jack trabalhando. Então, desta vez, ela teve uma ideia... Ela pegou uma picareta e foi para a casa de Jack. Antes que ele pudesse impedi-la, ela tirou a ferramenta de sua mochila e martelou a escultura semi-acabada.

"O que você fez com a minha ESCULTURA? Você simplesmente a DESTRUIU? Por quê?
Você... arruinou tudo... minha casa, meu hobby, minha vida.
Minha família até se recusa a falar comigo".

Snoopy estava ali parada, sem palavras e surpresa com suas próprias ações. Ela começou a ter dúvidas novamente. O que deu nela? Isso não parecia ser ela mesma! Ela se sentiu péssima com o que havia feito. Foi quando Jack disse: "Tudo bem, tudo bem, você venceu. Estou acabado. Você... você deve estar certa, sim. Sim, eu estava trabalhando como ajudante... na Academia de Edron... sim... Apenas... diga a esse tal Spectulus, que eu quero vê-lo. Eu não tenho mais nada. Estou pronto".

Sem poder acreditar no que tinha ouvido, ela percebeu que tinha conseguido! Ela havia convencido Jack! Animadamente, ela correu todo o caminho de volta para as Ivory Towers, orgulhosa e feliz por poder trazer boas notícias para seu amigo...

...Seu amigo, no entanto, estava de repente com um humor completamente diferente. Arrependido, ele disse: "Bom trabalho. Sério! Mas... o problema é que... o Jack que procurávamos escreveu." Confusa, Snoopy ficou de boca aberta. "Não, não, espere. Se acalme primeiro", disse Spectulus. "Você se lembra da minha explicação sobre a dobra no tempo, causando uma pequena perturbação no infinito? Bem, como eu já disse, Jack realmente não foi transportado para o futuro... mas para o passado. Recebi uma espécie de carta nesta manhã que foi guardada para mim, pela Academia, por cerca de 70 anos. Ela dizia que deveria ter sido lida em um dia específico há 20 anos para prevenir todo esse incidente, mas eu não estava nem na Academia naquela época. Alguém acabou de encontrar a carta hoje cedo e a trouxe, para me mostrar. Então, o nosso Jack aqui era, de fato, uma pessoa completamente diferente".

Estupefata, ela encarava Spectulus em silêncio. A culpa se apoderou dela, pensando em Jack, que vivera pacificamente sua vida. Por causa dela, ele estava em dúvida agora sobre sua própria existência. Isso deveria ser horrível. Ela percebeu que havia manipulado e destruído a vida de um homem. Ela interferiu em coisas que não eram da sua conta. Ela se sentiu horrível e ficou furiosa consigo mesma, e ao mesmo tempo com Spectulus também. Ela não queria acreditar que tudo aquilo fosse um erro. Não poderia ser. Imediatamente, ela sentiu a necessidade de se desculpar com Jack. Ela mal conseguia lidar com toda a vergonha que sentia. Ela torcia para que ele e sua família a perdoassem. E, claro, ela também queria compensar a escultura destruída, que era o mínimo que ela podia fazer. Ela pediu que Spectulus a acompanhasse para se desculpar, mas ele recusou. No entanto, ele deu a ela um pedaço de mármore para dar a Jack para compensar a escultura que estava toda quebrada agora.

Quando chegou à casa de Jack com os ombros caídos e lágrimas nos olhos, ele e a família a ouviram, acreditavam que as intenções dela tinham sido boas e aceitaram seu pedido de desculpas no final. Jack ficou aliviado por sua vida não ter sido uma mentira. Ele não estava nem mais irritado com a escultura arruinada. Ele aceitou o novo pedaço de mármore e disse que gostaria de ter um novo começo. Para a sorte de Snoopy, ele não estava satisfeito com seu trabalho anterior.

Então, tudo aquilo acabou bem. Ponderando os acontecimentos, no entanto, e lembrando-se das dúvidas que ela tivera durante todo o dia, ela pensou consigo mesma que, no futuro, ela queria confiar mais em seus próprios instintos. Até mesmo cientistas podem estar errados, às vezes. E ela também vai se lembrar de que é melhor não se meter em coisas que não são da sua conta. Então, ela decidiu não se preocupar mais com o ajudante que Spectulus havia enviado ao passado.

Aquele problema era dele, não dela.
Artigo do Mês - Acredite em Si Mesmo! Artigo do Mês - Acredite em Si Mesmo! Reviewed by Giuliana on abril 06, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.